Setor de implementos rodoviários

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Setor de implementos rodoviários está operando entre 60% e 100% da capacidade. No entanto, a tendência é que esse índice caia. A previsão é de Norberto Fabris, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir), com 138 filiados.

De acordo com matéria do jornal Valor Econômico, a receita total dos fabricantes no ano passado foi pouco superior a R$ 5 bilhões. Enquanto isso, o atual volume acumulado de entregas é semelhante ao de 2015. 

Portanto, quando o setor de implementos rodoviários já vivia a crise que se agravou nos dois anos seguintes.  “A retomada foi interrompida e recuamos para o patamar de quatro anos atrás”, explicou Fabris.

Segundo o dirigente da Anfir, o setor vinha em processo de recuperação até meados de março. Na época, ainda mantinha a previsão de crescimento de 10% em 2020. A receita total dos fabricantes de implementos rodoviários, no ano passado foi pouco superior a R$ 5 bilhões. 

Emprego

O fraco desempenho já teve reflexo no nível de emprego. A Anfir diz que houve demissões, mas não informou o número exato, de acordo como Valor. O setor empregava, no início de março, cerca de 45 mil pessoas. Segundo a entidade, os fabricantes concederam férias coletivas e negociaram a redução de jornada de trabalho e salário prevista na MP 936.

Recuperação

A entidade está esperando espera que a situação do setor comece a melhorar já neste mês de maio. Conforme a expectativa de Fabris, “cidades de médio e pequeno porte tendem a voltar a vida normal antes dos grandes centros que são focos de maior contágio da doença”. 

Na opinião do dirigente, “os negócios deverão ser recuperados com operações menos concentradas e mais pulverizadas.”

As exportações também caem no ano até abril. Em 2019 foram embarcadas 766 unidades, contra 477 implementos em 2020. A queda é de 37,73% no quadrimestre.

Mais informações sobre a matéria, acesse diretamente no jornal Valor Econômico.

Fechar Menu