Desenvolvimento e Zoneamento de Santos

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Matéria publicada pela Revista Isto É Dinheiro lembra que atualmente o Porto de Santos movimenta 1/3 da balança comercial brasileira. Dessa forma, o complexo portuário santista se inscreve entre os grandes propulsores da economia brasileira.

Todavia, a perspectiva é que a antiga Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) venha a assumir a condição de gigante. Dessa forma, avançaria de um terço da balança comercial brasileira, em movimento exportador, para 40%.

O Porto de Santos representa o maior complexo portuário da América Latina. Com a privatização, uma das apostas é ganhar mercado com movimentação de produtos que deixaram de vir para Santos por problemas logísticos e de eficiência.

Modelo da privatização

O modelo da privatização do Porto de Santos ainda não está definido. Contudo, a privatização do ativo é questão decidida. Assim, o procedimento faz parte de um pacote executado pelo Ministério da Infraestrutura que projeta investimentos da ordem de R$ 231 bilhões até 2022.

Quem traça as iniciativas que estão sendo levadas a efeito pelo governo é o atual administrador geral do Porto de Santos. Trata-se do engenheiro naval Casemiro Tércio Carvalho, que há um ano assumiu o comando do complexo portuário santista.

De acordo com ele, “a meta é privatizar a empresa em 2021”. Assim, comenta, cuida-se, agora, de “preparar a casa para a iniciativa privada, que é o que estamos fazendo, significa melhorar a companhia”.

Casemiro pondera: “Se eu entregar uma empresa quebrada, ninguém vai pagar nada por ela. Reduzir custo, melhorar a receita, enxugar e torná-la mais eficiente eu faço com que o setor privado tenha muito mais apetite pela compra”, conforme enfatiza.

Definições

O Porto de Santos é um porto estuarino, localizado nos municípios de Santos, Guarujá e Cubatão, no estado de São Paulo. Possui uma grande variedade de terminais de carga para diversos produtos, que realizam a movimentação de granéis sólidos (principalmente de origem vegetal), líquidos, contêineres, carga geral e passageiros.

Fechar Menu