Investidor financeiro ganhará força

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Investidor financeiro ganhando força nas concessões, no pós-pandemia, é o que prevê agente do governo. Segundo a secretária especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Martha Seillier, pandemia mudará configuração das concessões.

De acordo com a entrevista, publicada no jornal Valor Econômico, em sua edição desta segunda-feira, 04, a previsão é de que haja adequação não apenas no investimento, mas também no cronograma de leilões e premissas de demandas.

“A crise nos faz pensar na revisão de regras editalícias e de contrato”, afirmou a secretária. “Quanto mais os operadores forem afetados em seus fluxos de caixa, em sua capacidade de investimento, mais será importante buscar o investidor financeiro”, avaliou. Segundo enfatiza “o capital está em busca de retornos e bons projetos.”

Contraponto

Na visão da equipe econômica, traduzida pela fala da secretária, a disputa por esse capital do investidor será acirrada no pós-pandemia. É isso que faz os responsáveis pelo setor econômico nacional se contraporem a investimentos públicos no pós-pandemia, segundo a matéria do Valor Econòmico.

“É preciso tornar o ambiente de negócios cada vez mais propício e mostrar que somos uma nação que não vai quebrar”, disse a secretária. Dessa forma, “a manutenção do teto de gastos é um importante sinal nessa direção”, afirmou.

Dívida pública

Ainda de acordo com Martha Seillier, a dívida pública brasileira ficará próxima de 90%, em função dos gastos na pandemia. Assim, emenda, “não temos condições fiscais para abraçar um grande plano de investimentos com recursos públicos.”

Também na conversa com os jornalistas do Valor, a secretária considera que o programa de concessões ganhará importância no pós-pandemia. De acordo com o que revelou, só no Ministério da Infraestrutura, estima-se que haja R$ 250 bilhões em investimentos a serem contratados com os leilões programados até 2022.

Na área de Minas e Energia, outro exemplo, os leilões de óleo e gás e os de geração e transmissão de energia tiveram seu calendário suspenso. Por outro lado, a área de telefonia vive aumento de demanda, e preparativos do leilão da internet 5G prosseguem.

Fechar Menu