Sobre logística e infraestrutura, Frenlogi promove webinares

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Ministro festeja inclusão dos caminhoneiros na prioridade para vacinação. Senador Wellington Fagundes, presidente da Frenlogi, havia solicitado a inclusão

A inclusão dos caminhoneiros entre os segmentos prioritários da sociedade para uma segunda fase da vacinação contra a gripe é decisão que vem sendo comemorada pela categoria. Afinal, os caminhoneiros fazem parte do segmento da população considerado essencial para a manutenção dos setores básicos da vida nacional.

Recentemente, o senador Wellington Fagundes (PL-MT), que preside a Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura – FRENLOGI,  lamentou a não inclusão dos caminhoneiros nos agrupamentos prioritários da saúde, conforme matéria publicada aqui mesmo, no site da Frenlogi. Na ocasião, Fagundes solicitou a inclusão diretamente ao ministro Mandetta, no que foi, enfim, atendido.

Responsáveis pela maior parte do transporte de cargas e mercadorias nas rodovias, caminhoneiros também relatam grandes dificuldades para fazer chegar os produtos básicos à mesa do brasileiro. De acordo com os relatos, o motivo é a restrição de atividades e serviços imposta em vários estados. “Os caminhoneiros estão abandonados à própria sorte. E isso não pode acontecer, sobretudo em um momento tão agudo como o que estamos vivendo” – frisou o senador, na oportunidade.

Vacinação antigripal

Quanto a vacinação antigripal, ela teve início no último dia 23 de março. De acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde, a campanha estabelece vacinação a gestantes, crianças até seis anos, mulheres até 45 dias após o parto e idosos. São segmentos da população historicamente mais vulneráveis à doença, que pode levar até a morte. A medida é também uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem influenza na triagem de casos para o coronavírus.

Agora, a partir da segunda fase de vacinação, a ter início no dia 16 próximo, os caminhoneiros poderão ser vacinados contra a gripe Influenza, junto àqueles outros segmentos da população mais vulneráveis ao vírus da gripe.

Nesse sentido, importante destacar, nesta sexta-feira, 03, manifestação de apreço aos caminhoneiros da parte do ministro Henrique Mandetta. Com efeito, por meio de seu perfil pessoal, no twitter, o comandante da luta contra o coronavírus saudou a categoria e todo o setor de transportes: “Estamos avançando. Aproveito para agradecer a todos os caminhoneiros e demais profissionais do setor de transportes pelo apoio e excelente trabalho que estão realizando. Obrigado!”

Fechar Menu