Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Apoio gratuito à distribuição das vacinas no Brasil é oferecido pelas empresas aéreas

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) e os presidentes da GOL, LATAM, VOEPASS e AZUL ofereceram nesta quinta-feira (17) ao Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apoio na elaboração da logística de distribuição das vacinas contra a Covid-19. Todas as companhias disponibilizaram seus esforços, frotas, malhas aéreas e equipes para o transporte gratuito da vacina.

“A aviação vem mostrando o seu compromisso com o Brasil desde o início dessa crise. Mantivemos as capitais e principais cidades conectadas no começo da pandemia. Depois, atuamos ativamente na repatriação de quem viajou para fora e não tinha conseguido voltar porque a sua companhia aérea internacional parou. Transportamos gratuitamente profissionais de saúde em todo o país para combater o vírus, implantamos protocolos de segurança sanitária para retomar as atividades da maneira mais segura e rápida possível”, afirmou o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz.

“Coerentes com essa postura, nosso time está à disposição e dedicado para trabalhar em conjunto com o Ministério da saúde no desenho dessa logística, que é desafiadora e complexa. Nós, em conjunto com as empresas aéreas, vamos concentrar todos os esforços para viabilizar o melhor apoio para esse desafio imenso, que é fazer chegar a vacina em todo o território nacional”, acrescentou Sanovicz.

Participaram da reunião, realizada por meio de videoconferência, os presidentes da GOL, Paulo Kakinoff, da LATAM, Jerome Cadier, da VOEPASS, Eduardo Busch e da AZUL, John Rodgerson. “Eu já trabalhei com aviação e sei bem o trabalho que dá. Isso tudo eu vivi na pele ao longo de quase 25 anos. Então, é uma grande honra falar com vocês. Eu queria dizer que é realmente muito importante que haja essa mobilização”, disse o ministro Pazuello.

“A aviação regional é um tema que precisa entrar na agenda da Câmara dos Deputados e eu estou disposto a liderar este processo, contribuindo na interlocução das companhias aéreas com prefeituras, que são proprietárias de aeroportos regionais, para que possamos superar os gargalos logísticos e, assim, ampliar a malha aérea”, afirmou o deputado Marcelo Ramos.

O senador Eduardo Gomes e o deputado Arthur Maia foram os relatores, no Senado e na Câmara, respectivamente, da Medida Provisória 925, que tratou sobre diversas ações regulatórias e de relações com o consumidor durante a pandemia. Ambos destacaram a importância dessa MP nas conversas com Sanovicz. “O ano de 2020 foi muito duro para o setor aéreo, mas como relator da MP 925 no Senado Federal pude contribuir aprovando medidas emergenciais para o enfrentamento da crise e estruturantes, como a questão da responsabilidade objetiva e danos morais. Esperamos que para 2021 o cenário permita que o poder público e a indústria da aviação olhem para o futuro, incentivando o desenvolvimento da aviação regional”, disse o senador.

No encontro com Arthur Maia, Sanovicz revelou ao deputado que ele é um dos indicados à Medalha JK, premiação oferecida pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) a personalidades que se dedicam ao avanço do setor de transportes no Brasil. “Fico honrado com a indicação para receber a medalha JK e por saber que contribuí de alguma forma com o modal de transporte aéreo neste difícil ano. Como relator da MP 925 na Câmara dos Deputados, entendi a importância da aviação para a conectividade de um país da dimensão do Brasil. Para o próximo ano, estou esperançoso no processo de retomada das viagens, seja a negócio ou lazer, e no fortalecimento de todo o trade turístico”, afirmou o deputado.

Acompanhe nossa Newsletter

lorem ipsum aqui