Covid-19 derruba projetos

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Covid-19 derruba projetos de investimentos no país, segundo compilação feita na imprensa pelo Bradesco. A queda mostra o impacto do coronavírus sobre os negócios. O período a que se refere a coleta é março-abril deste ano de 2020.

Segundo o jornal Valor Econômico, que veicula a matéria, em março o recuo foi de 100 para 75. E em abril, de 100 para 30. A matéria explicita que o valor 100 era o número em torno do qual os projetos de investimentos oscilavam desde julho do ano passado.

De acordo com a matéria, a queda foi tão expressiva que o boletim que informa esses dados passou de semanal a quinzenal. Mas também com outra diferença importante: boa parte dos anúncios agora se refere a investimentos do setor público na área de saúde. Dessa maneira, conforme o texto, para iniciativas como construção de hospitais de campanha, compra de respiradores e outros equipamentos para unidades de terapia intensiva.

Boletins

Diz o jornal que o fato pode ser observado nos boletins a partir de 19 de março. A partir dessa data, foram compilados anúncios de reforma e requalificação de hospital em Pernambuco. E, ainda, compra de equipamentos de custeio de leitos para internação na Paraíba. Além da construção de dois hospitais de campanha em Santo André (SP). Houve também alguns projetos privados na área.

“A mudança de perspectiva econômica gerada pelas medidas de distanciamento social deve levar à postergação de investimentos. O grau de incerteza é bastante elevado neste momento, no Brasil e no mundo”, afirma Priscila Trigo, economista do Bradesco. Ela observa que os anúncios se concentraram em setores específicos de combate ao coronavírus.

Em janeiro, quando houve 99 projetos de investimento anunciados, apenas quatro eram da área de saúde. Enquanto isso, em fevereiro, de 104 projetos, apenas cinco referiam-se a investimentos na área. Por outro lado, em março, já com o coronavírus instalado no país e com as primeiras mortes por covid-19, o número de projetos ligados à saúde subiu a 20, quase um terço do total de 75 e, em abril, 12 dos 30 projetos anunciados foram no setor, de acordo com o Valor.

Matéria completa no Valor Econômico pode ser lida CLICANDO AQUI.

Fechar Menu